Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 439

Consultório Médico: Que dicas para superar dificuldades no uso contínuo de máscara? Voltar

 

No meu trabalho tenho de usar máscara as 8 horas, no entanto tenho muitas dificuldades. A pele desidrata e custa-me a respirar. Pode-me dar algumas dicas para superar estas dificuldades?

Joana Santos, Fundão

 

Com o uso generalizado de máscaras, esses problemas que refere são cada vez mais comuna a todos os utilizadores que necessitam de usar máscara por longos períodos de tempo.

Apesar de não se conseguirem eliminar todos os problemas, deixamos aqui algumas dicas para minimizar a desidratação da pele e a dificuldade em respirar.

  1. Máscaras de Algodão: O algodão é, das fibras naturais, a que oferece melhor ventilação, e consequentemente vai reter menor quantidade de humidade em consequência da respiração e transpiração associadas ao uso da máscara. Como tal sugerimos o uso de máscaras fabricadas nesta fibra e que evitem componentes tais como poliéster e outras fibras sintéticas que tenham como propriedades a maior resistência à água.
  2. Trocar de máscara a cada 4 horas: As máscaras, independentemente do seu material de fabrico, não deverão ser utilizadas por mais de 4 horas consecutivas, pois a acumulação de humidade vai degradando a sua capacidade de filtração e também permitir a acumulação de bactérias e microorganismos que vão estar em contacto com a pele e podem causar maior irritação.
  3. Lavar a cara antes e depois do uso de máscara: Depois de lavar as mãos, que são um veículo importante de vírus e bactérias, deverá realizar a limpeza da pele com uma espuma de lavagem para reduzir a oleosidade e células mortas, e assim minimizar a oclusão dos poros e inflamação da pele.
  4. Hidratação da pele: A pele é uma barreira protectora natural. Deve ser hidratada diariamente para se manter saudável e assim evitar a sua irritação e inflamação nos locais de contacto com a máscara e prevenir surtos de acne que podem ser despoletados pela acumulação de humidade devido ao uso continuado da mesma.
  5. Evitar uso maquilhagem: Qualquer produto que possa causar irritação ou a obstrução dos poros da pele, deve ser evitado, por limitar a respiração natural da pele. Como tal o uso de bases e outros produtos que cobrem os poros da pele e predispõem ao aumento da humidade e produção de sebo devem ser evitados para minimizar os problemas já atrás descritos. Além disso o acumulo de base e outros produtos de maquilhagem na máscara pode diminuir a sua capacidade de filtração e assim predispor a um maior risco de exposição do seu utilizador.
  6. Lavagem da máscara: De preferência lavar a máscara a cada utilização e utilizar produtos o mais neutro possível, para manter as propriedades de arejamento do algodão e eliminar o contacto da pele com químicos, minimizando assim a sua irritação e inflamação.
- 01 set, 2020
- Dra. Marisa Horta