Diretor: Vitor Aleixo
Ano: XI
Nº: 541

Projeto CuidAdor ajuda os mais necessitados em Oleiros Voltar

Criado em dezembro 2019, o projeto CuidAdor, no terreno para quem se encontre numa situação de dependência de cuidados básicos nas 10 freguesias do concelho de Oleiros, está atualmente a prestar apoio a 84 pessoas. Em quatro anos, foram mais de 100 os cidadãos abrangidos por este projeto criado no âmbito do Programa de Parcerias para o Impacto, do qual o Município de Oleiros é investidor social. Implementado pelo Centro Social S. João de Sobral, este projeto inovador e impactante na área da inclusão social, passa por apoiar quem se encontre numa situação de dependência de cuidados básicos, por motivos de incapacidade ou deficiência, com perda de autonomia; bem como quem lhe presta assistência regular. Em 2020, realizaram-se 450 visitas ao domicílio. No ano seguinte, 803 e este ano contabilizam-se 241 até ao primeiro trimestre deste ano. O utente mais idoso tem 94 anos e o mais novo 27 (trata-se de uma doença rara). Financiado em 70 por cento pelo Fundo Social Europeu, o CuidAdor recebe apoio de investidores sociais e do Município de Oleiros.

De segunda a sexta-feira, uma cabeleireira com formação também em estética e uma ajudante deslocam-se à casa dos beneficiários e de forma gratuita cortam o cabelo e a barba, tratam dos pés e das unhas das mãos. “Este projeto foi pensado para fomentar a autoestima das pessoas com dificuldade de locomoção, mas também dos seus cuidadores, promovendo o seu autocuidado. Esta é também uma forma de prevenir doenças, uma vez que existem algumas pessoas a viverem sozinhas ou isoladas", frisa Fernando Jorge, Presidente da Câmara Municipal de Oleiros. Cátia Alves, coordenadora do projeto e técnica superior de Serviço Social no Centro Social São João de Sobral, confirma que alguns problemas de saúde foram detetados a tempo de serem tratados. Nestes casos, continua, “reportamos ao Centro de Saúde. Trabalhamos também em articulação com o Centro Distrital de Segurança Social, com familiares, com a psicóloga do projeto municipal de "Apoio ao Luto”.

Ao longo de quatro anos de existência, o projeto CuidAdor foi suspenso apenas dois meses, em abril e maio de 2020, quando surgiu a pandemia Covid-19. Voltou à estrada, com as precauções adequadas, indo de encontro às preocupações sociais do executivo camarário liderado Fernando Jorge. “Tudo o que possamos fazer nesta área não é um custo”, diz o autarca que anuncia a retoma da Unidade Móvel de Saúde. A carrinha voltará a viajar pelo concelho com uma equipa pluridisciplinar na área da Saúde e Segurança Social. Nesta Unidade são prestados cuidados básicos de saúde e realizados rastreios gratuitos ao nível dos fatores de risco das doenças cardiovasculares (tais como diabetes, obesidade, hipertensão e colesterol). “Vamos distribuir aos mais idosos, em breve, caixinhas nas quais estão marcados os dias da semana para a toma dos medicamentos corretamente. É importante que cada utente cumpra o plano terapêutico, caso contrário, podem surgir problemas de saúde que obrigam a internamentos”, frisa Fernando Jorge.

- 05 out, 2022