Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 517

Faleceu o padre José Martinho Voltar

A Câmara Municipal de Seia manifesta profundo pesar pelo falecimento do Reverendo Padre José Moreira Martinho, transmitindo à sua família, amigos e comunidade paroquiana, bem como à Igreja Católica, as mais sentidas condolências.

Entre o seu vasto percurso, marcado por uma enorme dimensão humana, destaca-se a sua relevante dinamização a nível pastoral, social e cultural, particularmente em São Romão, paróquia do arciprestado de Seia, onde foi pároco entre 1950 e 2018.

Amplamente reconhecido pela sua entrega aos outros, foi agraciado pela Câmara Municipal de Seia, em 2010, com a Campânula de Mérito e Dedicação pelos relevantes serviços prestados ao Concelho, depois da edilidade ter atribuído o seu nome ao Pavilhão Gimnodesportivo Municipal.

Ao trabalho pastoral e de acompanhamento das paróquias soube agregar a construção de obras em diversos lugares, nomeadamente: a construção da Igreja Nova de São Romão, da Igreja Nova de Lapa dos Dinheiros, a capela da Catraia de São Romão, o Monumento a Nossa Senhora da Conceição (São Romão) ou o Monumento do Sagrado Coração de Jesus (Lapa dos Dinheiros).

Ajudou a fundar a Banda Filarmónica de São Romão e apoiou outras instituições da Freguesia, destacando-se, em 1954, a publicação do Jornal «A Voz de São Romão».

José Moreira Martinho nasceu a 27 de outubro de 1925, na extinta freguesia dos Anjos (Lisboa), onde foi batizado. A partir dos 3 meses passou a residir em Parada do Côa, concelho de Almeida.

Depois de terminar a Escola primária entrou no Seminário do Fundão a 12 de outubro de 1937. Concluiu o curso de teologia no Seminário maior da Guarda, tendo sido ordenado sacerdote no dia 15 de agosto de 1949.

Depois da ordenação esteve 10 meses em Trancoso, como coadjutor.

No dia 10 de setembro de 1950 foi nomeado pároco de São Romão e Lapa dos Dinheiros, no concelho de Seia, onde se manteve até 2018.

Pelo caminho foi pároco em outras freguesias do Concelho de Seia, nomeadamente em Vila Cova à Coelheira, durante 26 anos, e temporariamente em Sandomil e Várzea de Meruje, assim como em São Gião (Oliveira do Hospital).

Foi arcipreste de Seia e Assistente Diocesano do Apostolado da Oração.

- 20 jan, 2022