Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 517

Covilhã reforça aposta no turismo do centro histórico com “projeto inovador” Voltar

A Câmara Municipal da Covilhã aprovou, com o Turismo de Portugal, uma candidatura para a valorização do Centro Histórico. O projeto visa reforçar o posicionamento da Cidade e do Concelho como um destino turístico atrativo, competitivo e sustentável, com base no seu património cultural, na inovação e no conhecimento.

Para a vereadora com o pelouro da Cultura, “os objetivos a concretizar prendem-se com a valorização do património material e imaterial ligado ao Centro Histórico, o aumento da procura e da duração das estadias, durante todo o ano, e o desenvolvimento de ofertas e serviços em rede, através da integração de recursos endógenos”.

Regina Gouveia, sublinha ainda que, “trata-se de um projeto claramente inovador, ao pressupor a conceção, produção e disponibilização de conteúdos culturais com recurso a tecnologias digitais e multimédia, incluindo visitas virtuais 360® e rota de realidade aumentada, que estarão sempre disponíveis no Centro Histórico, sem necessidade de alocação de recursos humanos.”.

A vereadora da Cultura reforça ainda a ideia de que, “o desenvolvimento e implementação das ações e conteúdos previstos basear-se-á no amplo envolvimento de diferentes tipos de agentes locais. Todos serão fundamentais na dinamização, e valorização de património cultural do Centro Histórico da Covilhã, seja como protagonistas em suportes de informação/comunicação ou como mediadores e influenciadores na interação com futuros visitantes”. “Como Cidade do Design vai ser muito importante falar da história da indústria dos lanifícios, tal como dar a conhecer personalidades, e personagens, relacionadas com o Centro Histórico da Covilhã”, refere.

Dada a recente integração da Covilhã na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, na área do Design, o Município pretende associar ao Centro Histórico e à marca PORTAS DO SOL, uma Feira Internacional de Cultura, trazendo ao Território participantes de outras cidades criativas de Portugal e de outros países, articulando-se, para tal, com outras entidades a nível regional, e internacional.

O projeto Portas do Sol vai ter cerca de um ano para ser desenvolvido e implementado, com um orçamento global de 200 mil euros. O Projeto foi aprovado no âmbito do Programa Valorizar – Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

- 18 jan, 2022