Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 499

Covilhã quer criar «Rota do Debuxo» Voltar

Criar a rota do debuxo na cidade da Covilhã é o objetivo final do projeto, inserido na classificação da Covilhã como cidade criativa da Unesco na área do design. A ideia é levar os desenhos dos debuxadores de tecidos para as calçadas da cidade.

O projeto foi anunciado pela vereadora com o pelouro da Cultura na autarquia covilhanense. Regina Gouveia fez o ponto de situação do projeto que tem como objetivo final criar a rota do debuxo na cidade.

“Estamos na fase de protocolar, com um debuxador, a cedência dos debuxos, que obedecem já a tipologias que estão pré-definidas. Aquilo que ele fez foi desenhá-los, que é o que faz um debuxador, e cedeu-nos esses desenhos. Nós temos vários debuxos, desde os padrões mais simples aos mais complexos, é claro que os mais complexos ficarão em pequenas zonas, como apontamentos”, referiu.

A primeira intervenção deverá ser na Alameda Europa, no âmbito da requalificação que vai ser feita no local.

“Ainda está a ser analisada a possibilidade de ser a primeira área para introduzirmos este projeto. Primeiro é preciso termos locais, os debuxos já temos, estamos a tratar do protocolo que virá a uma reunião de câmara em breve. Prevemos que sempre que possível se identifique o debuxo e o autor”, disse a vereadora.

A ideia é realizar intervenções em passeios que vão ser requalificados ou construídos de novo.

“Podem ser apenas apontamentos, mas que fique ali o início deste projeto. Quando é que vamos aplicar debuxos ou nas requalificações ou nos novos passeios”, afirmou.

Tecer na pedra de calçada portuguesa os desenhos que outrora eram debuxados nos tecidos é o objetivo do projeto inserido na classificação da Covilhã como cidade criativa da Unesco, na área do design.

- 30 nov, 2021