Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 517

«Cântico Negro» do TeatrUBI e da ASTA distinguido em Marrocos Voltar

Grand Prix du Festival e Best Directon Award para Rui Pires, foram os prémios que as companhias covilhanenses alcançaram no 14º Festival International du Théâtre Universitaire de Tanger (FITUT). Rita Andrade e Sara Cruz foram também nomeadas para o Prémio de Melhor Atriz.

O espetáculo Cântico Negro produzido pelo TeatrUBI e pela ASTA, voltou, este sábado, 30 de outubro, a ser distinguido internacionalmente. Em 2019 a peça que cruza o teatro com a dança já tinha ganho o Prémio de Melhor Espetáculo em Espanha, na Mostra Internacional de Teatro Universitário de Ourense.

Em Tânger, «Cântico Negro» inaugurou o festival, sendo a primeira companhia subir a palco no passado dia 25 de outubro, no Anfiteatro da University of New England (Tangier Campus), onde surpreendeu e obteve rasgados elogios por parte do público, que lotou a sala, e da imprensa local. No final a comitiva deu várias entrevistas para a televisão, rádios e jornais marroquinos, presentes durante a apresentação, que se voltaram a repetir após a Cerimónia de Encerramento do Festival.

«Cântico Negro» é uma criação e encenação de Rui Pires, que conta com o desenho de luz de Pedro Fonseca e a cocriação e interpretação de Edmilson Gomes, Marina Schneider, Rita Andrade e Sara Cruz. Colaboraram ainda no processo criativo Helena Ribeiro e Mário Fonseca.

Além do espetáculo do TeatrUBI e da ASTA, que representou Portugal no Festival de Tânger, estavam ainda presentes três companhias de Marrocos, uma da Bélgica, Jordânia, Palestina, Kuwait, Arábia Saudita, Egipto, Itália, China e Lituânia.

Recorde-se que esta é a segunda vez que o TeatrUBI e a ASTA participam neste festival, em 2016, na 10ª edição do FITUT, as companhias covilhanenses apresentaram o espetáculo “Sangue e Outras Substâncias”, uam criação e encenação de Rui Pires e Sérgio Novo, que também foi distinguido com dois Prémios: Melhor Coreografia e Prix de la Mise en Scène.

- 01 nov, 2021