Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: x
Nº: 487

“Necessitamos urgentemente de emprego e salários de qualidade" Voltar

Felicidade Alves é a candidata da CDU à autarquia de Castelo Branco. Em entrevista ao Jornal Fórum Covilhã, a candidata falou sobre os projetos que pretende desenvolver no concelho

 

Porque se candidata à Câmara Municipal de Castelo Branco?

Candidato-me porque sei que faríamos diferente como é visível nas várias propostas e posições que temos assumido ao longo dos anos e para desenvolver o projeto autárquico da CDU. Projeto próprio de gestão autárquica com provas dadas de bem fazer em prol das populações e do desenvolvimento das nossas cidades e freguesias. A minha candidatura é da responsabilidade da concelhia do PCP, do PEV e da minha vontade.

Quais as propostas que tem para o concelho?

Necessitamos urgentemente de emprego de qualidade com salários que devem ir além do Salário Mínimo Nacional (SMN) existente, para que os trabalhadores, não empobreçam a trabalhar. Urge inverter a situação dos trabalhadores dos Contact Center, maioritariamente com trabalho precário, causador de stress crónico e Burnout, que não atrai os jovens ou outros que queiram viver no Interior. A autarquia, deve exigir do poder central um plano de desenvolvimento do Interior, mas também a própria autarquia deve construir e desenvolver um plano municipal que envolva também as freguesias do concelho, pois só assim e de forma estruturada se consegue ultrapassar este atraso que vivemos e começar a desenvolver o concelho como um todo. Com a CDU a ajuda a micro e pequenas empresas seria um facto e não, meras palavras. Apoiar os pequenos produtores e empreendedores que desenvolvem nichos de mercado com produtos biológicos. Defendemos um plano de mobilidade efetivo e ambientalmente sustentável tanto a nível de transportes como de ciclovias. Um plano de habitação urbana que dê vida à zona histórica e que também deve integrar a reconstrução de imóveis devolutos e que sejam de renda acessível aos jovens e a famílias com poucos recursos.

Como analisa os últimos quatro anos do concelho e o respetivo mandato?

Tal como temos referido na Assembleia Municipal, Castelo Branco necessita de ter um rumo com os olhos postos no futuro, com estratégias bem definidas e um amplo consenso entre todos as forças vivas do concelho, não esquecendo os sindicatos, para levar avante estratégias de desenvolvimento do concelho. Esse amplo consenso que propomos e que o poder local sugere, não existiu durante o último mandato e foi antes uma Autarquia gerida de forma centralizada e assente na pessoa do seu presidente com desvalorização do papel das juntas de freguesias e dos seus presidentes, só possível, por existir uma maioria PS. Nem sempre os interesses das populações foram salvaguardados quando se apoiou e canalizou a ação para interesses instalados que só servem, a si próprios. Presidente controverso, com suspensão do mandato por ordem judicial, que em nada dignificou Castelo Branco e o poder local e que tornou Castelo Branco notícia na imprensa regional e nacional pelos piores motivos. Os Albicastrenses merecem melhor com a CDU.

- 14 jul, 2021
- Helena Esteves