Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: X
Nº: 476

Primeira fase das obras de requalificação do heliporto está a decorrer Voltar

O Heliporto Municipal da Covilhã está a ser reabilitado e já teve início a primeira fase das obras, que “consiste na limpeza de pinhal e vegetação à volta dos canais de acesso dos helicópteros”, afirmou o vereador com o pelouro da Proteção Civil na autarquia covilhanense, Serra dos Reis.

Neste verão, pela primeira vez, serão alocados meios humanos para estarem em permanência na pista. Através de um protocolo que a autarquia celebrou com os Bombeiros Voluntários da Covilhã, no valor de 25 mil euros por ano, “é possível ter dois bombeiros, em permanência, no heliporto com formação na área da segurança a aeronaves em cais de incêndios ou acidentes, apoiados por uma viatura especial de combate a incêndios e outros equipamentos necessários para dar apoio a qualquer ocorrência”.

O investimento da autarquia no Heliporto surge depois da notificação da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) que detetou “insuficiências e anomalias” na infraestrutura que “precisam de ser corrigidas”, sob pena “de poder ser encerrada”.

O projeto global de requalificação do Heliporto “já foi entregue à ANAC e aguarda parecer desta entidade”, disse Serra dos Reis, acrescentando que “será concretizado depois do período crítico de combate a incêndios”.

O vereador com o pelouro da Proteção Civil na autarquia covilhanense afirma que a concretização do projeto para o Heliporto Municipal da Covilhã representa “um investimento avultado”, sublinhando que “passará a haver duas pistas de aterragem, quando hoje só tem uma e qualquer ocorrência na pista inviabiliza, momentaneamente, a sua utilização”.

Além de dotar esta valência para o combate a incêndios e outros fins de Proteção Civil, “no futuro, pretende-se que, no nosso Heliporto, possam aterrar e descolar todo o tipo de helicópteros com fins comerciais, deslocando turistas dos aeroportos (Lisboa e Porto) para os nossos Hotéis e/ou outros alojamentos turísticos”, afirmou Serra dos Reis.

O vereador notou a “importância” do Heliporto Municipal da Covilhã, sublinhando que “com a irreparável perda do aeródromo por erros do passado, é hoje a única infraestrutura aeronáutica do concelho”.

 

Covilhã regista apenas três coimas na Limpeza das Faixas de Gestão de Combustíveis

O vereador da Proteção Civil na autarquia covilhanense, Serra dos Reis, em declarações a este semanário congratulou-se com o trabalho na limpeza das Faixas de Gestão de Combustíveis, realizado este ano. As sinalizações passaram de 464 em 2020, para 270 neste ano, e no que respeita a coimas desceram de 19 em 2020, para “apenas três” neste ano.

Serra dos Reis sublinhou que “este é um trabalho que se realiza em permanência” e que “apesar dos bons números que alcançamos”, a Guarda Nacional Republicana “ainda identificou 15 pontos críticos no concelho da Covilhã e aos quais estamos a dar resposta”.

- 15 jun, 2021
- Ricardo Tavares