Diretor: Vitor Aleixo
Ano: XI
Nº: 550

UBI recebe 1 milhão e 400 mil euros Voltar

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai receber uma verba extra de um milhão e quatrocentos mil euros para fazer face ao subfinanciamento e espera que esse reforço se repita no futuro, declarou o reitor da instituição.

Este mecanismo servirá para haver mais igualdade e aumentar as iniciativas de ajuda, bolsas de apoio e também esquemas de fracionamento no tempo do pagamento de taxas e propinas, de modo a garantir equidade no ensino, a continuidade dos estudos e o culminar do desejável sucesso escolar”, disse.

Reconhecendo o “descontentamento” dos alunos pela desativação da Cantina de Santo António (que fechou para obras) e a consequente sobrecarrega das restantes, pediu “um pouco mais paciência” e prometeu que, “entretanto, irão ser reforçadas” as equipas de funcionários nas cantinas das faculdades de Engenharias e de Ciências da Saúde.

Todavia, também avisou que terá de ser feito “algum pequeno ajustamento” no preço das refeições nas cantinas devido ao aumento dos alimentos.

A questão das cantinas foi também abordada pelo presidente da Associação Académica da UBI (AAUBI), Ricardo Nora, que, na sua intervenção, destacou o encerramento da referida cantina, revelando que já está a circular um abaixo-assinado que exige uma solução.

O documento já conta com mais de 300 assinaturas, entre estudantes, pessoal docente e pessoal não docente, adiantou.

Naquele que foi o último discurso que fez enquanto presidente da AAUBI - cargo que deixará porque foi eleito presidente da Federação Académica do Desporto Universitário - Ricardo Nora lembrou o percurso que foi feito e definiu a missão para quem fica, considerando que será preciso criar um grupo de trabalho para avaliar e apresentar soluções para os “problemas sistemáticos” da UBI.

Nesse campo, apontou o atraso na entrega de notas, o não cumprimento dos critérios de avaliação e o “desrespeito total” dos estatutos especiais dos alunos, como o do estudante atleta ou do estudante dirigente associativo.

A cerimónia também integra uma homenagem a título póstumo a Duarte de Almeida Simões, que foi o primeiro presidente do então Instituto Politécnico da Covilhã e que, como membro do designado Grupo de Trabalho da Cova da Beira, nos anos 70 do século passado, desenhou a estratégia para a criação do ensino superior na Beira Interior.

- 04 nov, 2022