Diretor: Vitor Aleixo
Ano: XI
Nº: 550

Organização Regional de Castelo Branco do PCP contra o fecho de maternidades Voltar

Em nota enviada à nossa redação, o órgão central do Partido Comunista Português no distrito de Castelo branco, afirmou que o encerramento das maternidades dos hospitais Amato Lusitano, em Castelo Branco, e Universitário da Cova da Beira, na Covilhã «significaria a continuidade da opção que têm visado desmantelar e destruir o Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

Segundo o mesmo comunicado, o PCP apresentou na Assembleia da República um pedido de audição ao Ministério da Saúde, mas que foi chumbada pelo PS. «O encerramento de maternidades ou o seu funcionamento sem o número adequados de profissionais, prejudica gravemente os cuidados de saúde à população», adicionou.

Para finalizar, na mesma mensagem pode ler-se ainda que o partido relembra as lutas que tiveram no passado e apela à organização e luta das populações em defesa do SNS e pela manutenção das maternidades.

- 22 out, 2022