Diretor: Vitor Aleixo
Ano: XI
Nº: 550

TMC aposta forte no mês de outubro Voltar

No mês de outubro, em que no dia 20 se celebra o Dia da Cidade, o Teatro Municipal da Covilhã (TMC~) apresenta uma agenda com propostas diversificadas e com nomes incontornáveis do panorama artístico nacional.

A 1 de outubro esteve presente na Covilhã, um dos nomes maiores da música portuguesa: Jorge Palma. Compositor e intérprete admirado pelo público e pela crítica, apresenta-se na Covilhã em formato acústico.

No dia 15 de outubro (sábado), às 21H30, Bruno Nogueira e Manuela Azevedo apresentam o espetáculo (já esgotado) “Deixem o Pimba em Paz”. Nas palavras do humorista, “este espectáculo propõe-se a dar outra vida a [canções do universo pimba], juntando músicos que fizeram arranjos de jazz e pop onde eles eram pouco prováveis. […] Deixem o Pimba em Paz é um concerto e um espectáculo de desconstrução. E já não é pouco."

A peça “A Ratoeira” acontece a 19 de outubro (quarta-feira), às 21H30. “A Ratoeira”, que adapta um dos policiais mais emocionantes de Agatha Christie, marca o regresso do ator Ruy de Carvalho ao palco do TMC~. O elenco inclui ainda Filipe Crawford, Sara Cecília, Henrique de Carvalho, Sofia de Portugal, Daniel Cerca Santos, Luís Pacheco e Elsa Galvão.

A 22 de outubro (sábado), às 21H30, Dino D'Santiago, artista com cada vez maior projeção na música nacional, estreia-se em concerto na Covilhã.  Voz do mundo e da mistura, trabalha a tradição cabo-verdiana com o peso contemporâneo da eletrónica global. Para lá do panorama nacional, recebeu as mais elogiosas críticas dos meios de comunicação americanos e brasileiros como a Rolling Stone, o Complex e a Folha de S. Paulo. Entre vários outros prémios, venceu em três anos consecutivos nas categorias de “Melhor Artista Masculino” e “Prémio Crítica” dos Play - Prémios da Música Portuguesa.

Um dos mais conceituados projetos do jazz nacional, Bernardo Moreira Sexteto, traz ao TMC~ o espetáculo “Entre Paredes”. Trata-se uma homenagem ao génio musical de Carlos Paredes, interpretada por: Bernardo Moreira – Contrabaixo; João Moreira – Trompete; Tomás Marques – Saxofone alto e soprano; Ricardo J. Dias – Piano; Mário Delgado – Guitarra e Joel Silva – Bateria.

O TMC~ acolhe ainda, nos dias 12 e 26 de outubro respetivamente, “As árvores não têm pernas para andar”, de Joana Gama, e “Couve Rosa Morango Amarelo”, de Graça Ochoa, com sessões destinadas a escolas. Estes espetáculos realizam-se no âmbito da iniciativa “Em Trânsito – artes performativas para novos públicos”, organizada pela Quarta Parede – Associação de Artes Performativas da Covilhã.

- 16 out, 2022