Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 527

“Fizeram as obras e fecharam as Estações” Voltar

O presidente da Câmara Municipal de Belmonte quer pedir explicações ao ministro das Infraestruturas pelo facto de a Estação de caminhos-de-ferro de Belmonte nunca ter aberto portas depois de estarem concluídos os trabalhos de requalificação da linha no troço entre a Covilhã e a Guarda.

“Sabemos que houve cerca de trinta mil viagens desde que abriu, nunca abriu a Estação Ferroviária, outro dia foi uma pessoa às 18,30 horas à Estação da Covilhã, e a mesma estava fechada. Estava lá uma folha a dizer que abre das 7 da manhã às 11, encerra das 11 às 12 e às 15 horas. Mas isto pode ser possível, numa cidade Universitária como é a Covilhã? Mas como isto é possível, mas somos doidos? Gastamos milhões e milhões, a Linha da Beira Alta está inativa, e na Linha da Beira Baixa a Estação de Belmonte nunca abriu e a da Covilhã abre duas horas de manhã e três de tarde, mas somos loucos?”, questiona António Rocha.

O autarca pediu uma reunião ao ministro, onde quer que também esteja presente o responsável da Refer.

“Depois mandam ir as pessoas ver as informações à internet, então e os nossos idosos? Não sabem que temos pessoas com mais de 70 anos que não têm internet? Como é que marcam um bilhete para ir para Lisboa? Mas que defesa do território é esta» Mas o que estão a fazer pelo Interior do país?”, diz.

O edil belmontense desconfia ainda que a região venha a ter mais dinheiro que o litoral no que concerne ao PRR.

“Não vamos ter mais dinheiro que os outros no PRR. Não vi, não sinto. Tenho muita consideração pelo Governo, é do meu partido, mas olhem no Interior, pensem nele”, conclui.

- 24 jun, 2022