Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 527

Companhia Nacional de Bailado na Covilhã Voltar

O Teatro Municipal da Covilhã (TMC~) apresenta dança, música e teatro na sua programação do mês de julho. Destaque para o muito aguardado regresso à Covilhã da Companhia Nacional de Bailado.

A Companhia Nacional de Bailado (CNB) apresenta o programa “Noite Branca” no TMC~, dia 02 de julho (sábado), às 21H30. Celebra-se o encontro entre a imaginação e a técnica em tons suaves que remetem para os atos brancos dos bailados clássicos. Celebram-se esses momentos através da diversidade das obras que compõem este programa.

Luís Marrafa, coreógrafo português sediado em Bruxelas, apresenta em estreia absoluta a sua primeira coreografia para os bailarinos da CNB: "Snow".

Yannick Bouquin regressa à Companhia, não como professor convidado, mas agora para coreografar uma nova obra onde a fantasia e o engenho balético são exaltados num “Pas de Deux” sobre uma composição de Shostakovitch.

A graciosidade e inteligência do movimento do mestre Georges Balanchine, é revisitada neste programa através do seu emblemático “Concerto Barocco”.

No dia 09 de julho (sábado), às 21H30, o TMC~ acolhe os Cais Sodré Funk Connection. Nascidos no coração do bairro boémio que lhes dá o nome, os Cais Sodré Funk Connection são uma banda de veteranos da música portuguesa e verdadeiros embaixadores do Funk & Soul.

O “Soul Power” é assegurado por Francisco Rebelo no baixo, João Gomes nas teclas, David Pessoa na guitarra, Rui Alves na bateria e pela secção de sopros composta por João Cabrita, José Raminhos e Miguel Marques, acompanhados pelas vozes de NBC e TAMIN (Telma Santos).

Após 10 anos de concertos pelos mais prestigiados palcos do País, trazem na bagagem novas temáticas e canções para celebrar a vida adulta, sem perder a energia contagiante tão bem caracterizada na sua música. Com partida do Cais Sodré, a locomotiva Funk Connection chega ao TMC~ mais forte e sólida que nunca!

O Laboratório de Artes Performativas Sénior, da Quarta Parede, apresenta o espetáculo "À Beira", no dia 14 de julho (quinta-feira), às 21H30. A tradição oral da Cova da Beira e dimensões relacionadas com as faculdades e processos da memória individual e coletiva são ponto de partida para a pesquisa dramatúrgica e performativa do “À Beira”. Um espetáculo do Laboratório de Artes Performativas Sénior, um projeto de experimentação, pesquisa e criação artística para adultos seniores, desenvolvido pela Quarta Parede desde 2018.

- 22 jun, 2022