Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: XI
Nº: 527

PCP quer reforço nos serviços públicos Voltar

A Direção da Organização Regional de Castelo Branco do PCP manifesta, em comunicado, a sua preocupação, com as notícias de dificuldades de funcionamento de vários serviços no centro hospitalar universitário da Cova da Beira, nomeadamente na urgência e na obstetrícia. Problemas que, afirma o PCP, estão “invariavelmente relacionados com a falta de pessoal”.

Neste comunicado, a Direção da Organização Regional de Castelo Branco sublinha que “só valorizando os trabalhadores do serviço nacional de saúde, as suas carreiras e remunerações e incentivando a dedicação exclusiva e a fixação em zonas carenciadas é possível responder aos problemas que se tem verificado”.

O PCP acrescenta que a opção de desinvestimento no serviço nacional de saúde “não pode ser desligada dos anúncios de mais unidades hospitalares privadas, como foi anunciado recentemente na Covilhã, ou da construção de uma unidade de cuidados continuados por uma multinacional do sector” também naquele concelho, sublinhando que “é preciso romper com o financiamento público dos grupos privados”.

A direção da organização regional de Castelo Branco sustenta ainda que sempre tem alertado para “a necessidade de colaboração entre os três hospitais da região”, mas sem a confundir com “a criação de um centro hospitalar da Beira Interior” sublinhando que “a formação de outros centros hospitalares mostrou se ineficaz e resultou em perda de capacidade e de valências, em desestruturação de equipas e em degradação de serviços”.

- 15 jun, 2022