Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: x
Nº: 493

Sabores e iguarias de Idanha-a-Velha inspiram um dia pleno de emoções na Aldeia Histórica Voltar

Sob o mote "Nas Terras do Rei Wamba... Há Pão!", o Ciclo "12 em Rede - Aldeias em Festa" 2021 promove, no próximo dia 30 de outubro, um dia dedicado à gastronomia da Aldeia Histórica, com muitas surpresas e atividades para todos os gostos e idades.

Reza a lenda que, no lugar que hoje conhecemos como a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, um humilde lavrador chamado Wamba tornou-se rei dos Visigodos (um dos vários povos que passou por aquele território). Ancorada numa paisagem de montado e olival, naquele tempo e até hoje, o sustento dos homens andou sempre de mão dada com a terra.

A gastronomia é, por isso, um dos grandes atrativos da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, sendo o mote para o décimo evento do Ciclo "12 em Rede - Aldeias em Festa" 2021 que, durante todo o ano, leva animação e cultura às 12 Aldeias Históricas de Portugal.

Com o tema "Nas Terras do Rei Wamba... Há Pão!", no próximo dia 30 de outubro, visitantes e habitantes podem participar, por exemplo, em workshops para aprender a fazer pão ou "borrachões" (biscoito típico da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha), visitar a mostra de produtos endógenos, ouvir "Estórias de Pão" (atividade direcionada para o público infanto-juvenil), assistir ao lançamento do Fascículo II de receitas desenvolvidas e confeccionadas nos workshops das edições 2020/2021 do Ciclo de eventos "12 em Rede" ou ao showcooking "Ervas e Aromas" com a chef Maria Caldeira de Sousa.

Como, pelo notável conjunto de ruínas que conserva, a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha é uma das mais importantes estações arqueológicas do país, o evento irá incluir, também, momentos lúdico-educativos sobre o tema. Por exemplo, duas visitas ao atelier “MosaicoLab”, que se irão focar no legado da arte do mosaico pela civilização romana, e que pode ser observado em Idanha-a-Velha, e um percurso orientado pela extraordinária coleção epigráfica da Aldeia Histórica. As visitas atelier “MosaicoLab” repetem-se ainda no dia seguinte, domingo, dia 31 de outubro.

Não faltará também um momento musical, com a acordeonista, cantora e compositora Celina da Piedade, cuja sonoridade folk, inspirada no cancioneiro tradicional alentejano, promete terminar o dia de sábado, em grande, na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha.

Devido à pandemia, a participação no evento será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas a festa poderá ser sentida e vivida em todo o mundo, via streaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

 A inscrição, que é gratuita, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Pode inscrever-se para o evento na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha junto do Gabinete de Turismo da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, de forma presencial ou através do número de telefone 277202900 ou do turismo@cm-idanhanova.pt, ou o Posto de Turismo de Idanha-a-Velha, de forma presencial.

O evento é promovido pelas Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico, numa organização do Município de Idanha-a-Nova, Junta de Freguesia da União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha, Associações e Agentes Económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

- 20 out, 2021