Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: x
Nº: 487

Exposição «Amália e a Polifonia Beirã» no Fundão foi prolongada Voltar

A exposição «Amália e a Polifonia Beirã», patente n’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, foi prolongada até dia 17 de outubro.

Com curadoria de Pedro Novo e projeto expositivo de Pedro Novo arquitetos, a exposição pretende “descobrir as origens sonoras beirãs que Amália nunca negou e valorizou, introduzindo-as no seu reportório. Através de um exercício de recuperação de Arquivos Sonoros Portugueses criados por Michel Giacometti e Fernando Lopes Graça em 1972 e 1973, pretende-se estabelecer um processo aparentemente dicotômico entre dois universos, por si só, complexos”.

A mostra «Amália e a Polifonia Beirã» ambiciona consciencializar “para o conhecimento e importância de um património imaterial vivo e muitas vezes esquecido. Esta mostra de cantigas e músicas associadas às tradições rurais da Beira Baixa, nomeadamente: Canções de Trabalho, Religiosas ou de Romaria”. A exposição tem o custo de um euro e pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 14 horas às 17 horas. Esta iniciativa irá decorrer de acordo com todas as indicações da Direção-Geral de Saúde.

- 20 set, 2021