Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: X
Nº: 476

Três hotéis da Beira Interior entre os melhores de Portugal para o The Guardian Voltar

O diário britânico The Guardian, com o regresso de Portugal à lista verde do país para viagens internacionais, elaborou uma lista com os 25 melhores hotéis e alojamentos para ficar no nosso país este Verão, tendo-os dividido pelas várias regiões do nosso território. Destes vinte cinco pontos escolhidos, seis deles ficam na zona Centro de Portugal e destes seis, três são mesmo da Beira Interior, tendo a primazia das escolhas britânicas para as próximas férias.

É sabido da importância que a população britânica dá a este tipo de artigos e conselhos, norteando muitas vezes as suas viagens pelos mesmos, sendo por isso uma importante distinção e nomeação para estes espaços. O primeiro a figurar na lista é a Casa da Cisterna, localizada na aldeia de Castelo Rodrigo, que criada por dois biólogos se transformou num condomínio de luxo, de pequenas casas rurais com uma enorme qualidade e bom gosto e ainda com uma piscina exterior com uma vista incrível para o resto da aldeia, por estar localizada no seu sopé, sendo também elogiado por servir refeições em boas quantidades e de ótima qualidade. O preço que estimam para Junho é de 75 euros para um quarto duplo.

O segundo fica localizado nas Donas, no Fundão, e é o Cerca Design House. Elogiado pela sua proximidade à Serra da Gardunha e à Serra da Estrela, referem ainda a possibilidade do contacto direto com a natureza em várias experiências, naquela que é a cidade da cereja e que permite aos visitantes apanharem as cerejas e visitarem o festival do concelho dedicado a este fruto. Este espaço tem 10 quartos cinco villas, com duas piscinas exteriores (uma para as villas e outra para o edifício principal de quartos) e um jacuzzi interior. Aqui, o preço por noite ronda os 90 euros. O último localiza-se mais a sul no distrito de Castelo Branco, em Oleiros. O Camping de Oleiros é elogiado por ser adequado a fãs de campismo e de bungalows em madeira, chamadas de «casas de hobbit». Perto da praia fluvial de Açude Pinto, o diário britânico aconselha este local pelos vários paraísos de rio que existem por perto, assim como a ligação constante com o mundo natural e com o sossego e tranquilidade que se pode ter. Aqui, um bungalow custa por noite 57 euros.

Neste regresso do turismo internacional ao nosso país, a região encara com positivismo esta nova fase, já que cada vez mais o turismo de Interior e de natureza, mais sossegado e menos de massas se está a tornar o predileto em anos de Covid-19. E estes reconhecimentos vêm ainda trazer mais valor e atratividade.

- 26 mai, 2021
- Fernando Gil Teixeira