Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: X
Nº: 462

Junta de Freguesia de Cortes do Meio: “No último verão tivemos milhares de visitantes” Voltar

A requalificação do património na freguesia de Cortes do Meio é marca indelével do trabalho promovido pelo executivo, liderado por Jorge Viegas. A requalificação da rotunda e da zona envolvente à entrada da localidade, o asfaltamento de diversos caminhos, a intervenção na Fonte dos Calções, espaço icónico na aldeia da Bouça, a requalificação da Praceta Quintela e dos parques infantis de Cortes do Meio e da Bouça são alguns dos exemplos do trabalho realizado nos últimos três anos e meio. Além destas obras, Jorge Viegas destacou ainda a inauguração da antena de rede móvel, que solucionou um problema de comunicações na freguesia. Este conjunto de intervenções conferiram «outro ar» à freguesia, conseguindo em muitos aspetos apresentar «cartões de visita» que impressionam os turistas, e consequentemente, originou um aumento do número de visitantes.

“Sempre ouvimos que a freguesia de Cortes do Meio tinha grande potencial turístico pelo património paisagístico e natural, mas os anos foram passando e não havia meio de concretizar algumas ideias. Há um ano e meio achamos que tínhamos potencial, nomeadamente com a nossa ribeira, e fizemos o registo da marca de Cortes do Meio – Capital das Piscinas Naturais”, explicou Jorge Viegas.

Com o registo da marca “foi redobrado” o trabalho na área da limpeza dos trilhos, na sinalética, entre outras melhorias, bem como a divulgação do património turístico e paisagístico nas redes sociais da Junta de Freguesia de Cortes do Meio. “No último verão tivemos milhares de visitantes. Os territórios do interior do país foram considerados seguros para visitar, no âmbito da pandemia, e recebemos pessoas de toda a parte. Quem nos visitou foi contente com aquilo que viu, e certamente, no próximo ano irá voltar e trará consigo mais gente”, sublinhou o presidente da Junta de Freguesia de Cortes do Meio.

Jorge Viegas destacou ainda que o aumento do fluxo turístico teve um impacto significativo para a economia local. “A Junta de Freguesia, enquanto entidade pública, está empenhada em criar condições de atratibilidade para que os pequenos negócios possam prosperar e para impulsionar a criação de investimento. Desta forma conseguimos captar mais gente, mais investimento e mais emprego”, concluiu.

 

Diversas obras em curso

 

A Rota da Broa, já iniciada, deve “estar concluída até ao verão”, e com investimento “aprovado” está o percurso pedestre da Rota das Pontes, apontou Jorge Viegas. A ampliação do cemitério tem concurso público aberto e a aguardar por aprovação encontra-se um investimento de 300 mil euros nos baldios para reflorestação.

- 02 mar, 2021
- Ricardo Tavares