Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: X
Nº: 462

Comboio regressou à Linha da Beira Baixa Voltar

Na passada semana começaram as marchas de ensaios no troço Covilhã – Guarda na Linha da Beira Baixa, pela empresa Comboios de Portugal (CP).

“Pela primeira vez na história, uma locomotiva da série 5600 da CP percorrerá os 46,5 quilómetros finais da linha da Beira Baixa numa marcha de ensaios da catenária”, avançou a página das redes sociais da Linha da Beira Baixa, no dia anterior à realização da primeira marcha.

Depois de praticamente 12 anos, ainda em fase de primeiros ensaios, o comboio voltou a passar na Linha da Beira Baixa e a percorrer o troço Covilhã – Guarda, encerrado desde 9 de março de 2009.

Para António Pinto Pires, fundador do Grupo 6 de Setembro, “a importância deste acontecimento é vital porque permite que o eixo Belmonte – Covilhã – Guarda esteja ligado à cidade da Guarda, norte do país e ligações internacionais”. “A obra é de grande qualidade, contudo, poderiam ter-se eliminado alguns obstáculos, mas decidiu manter-se o percurso idêntico ao que existia anteriormente”, diz.

“A linha, com os ensaios, ficou oficialmente aberta e a data da abertura ao público está prevista para o mês de março, todavia pode haver constrangimentos. É necessário conhecer a linha porque não circulava há mais de dez anos e é importante referir que o comboio vai alcançar os 100 quilómetros por hora”, conclui António Pinto Pires.  

Até à data de abertura ao público, estarão a ser realizadas testes ao material circulante, para testar o funcionamento do comboio e toda a parte técnica.

- 02 fev, 2021
- Helena Esteves
- Filipe Pinto