Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: X
Nº: 457

Covilhanense ex-UBI, Inês Catalão, foi segunda melhor a nível nacional na admissão ao Ano Comum de 2021 Voltar

Mérito. Aluna covilhanense que tirou medicina na UBI, destacou-se na nota de admissão ao Ano Comum deste ano. Ficou colocada na primeira opção, no Centro Hospitalar de Setúbal.

A covilhanense Inês Catalão, que terminou Medicina na Universidade da Beira Interior, realizou as provas de admissão ao Ano Comum de 2021 e obteve resultados muito positivos e que muito a orgulham. A covilhanense conseguiu ter a segunda melhor nota a nível nacional nesta admissão. “É muito gratificante ver reconhecidos o esforço e a dedicação de 6 longos anos. O curso de Medicina não é um curso fácil e, por isso mesmo, é necessário gostar bastante do que se estuda para obter bons resultados”, referiu Inês Catalão ao nosso jornal.

Com uma nota final normalizada de 114.481, Inês conseguiu entrar na sua primeira opção, no Centro Hospitalar de Setúbal, onde aliás já iniciou funções e anteviu esta nova experiência. “Será um ano de muitos desafios. Em plena pandemia COVID-19, este ano de formação vai ser bastante diferente dos anos anteriores. Irei dar o meu melhor e contribuir, no que for necessário, em prol da saúde de todos”, referiu.

A medicina sempre foi uma paixão e a opção não podia ter sido outra. Aos 10 anos, o seu ídolo era o seu médico e não o ator ou o cantor famoso, como é costume. E era o seu médico porque tinha a “possibilidade de curar e salvar vidas”. Quanto à experiência na UBI, refere que não podia ter escolhido melhor local de ensino”, estando “extremamente agradecida” por tudo o que aprendeu nesta instituição.

 

- 13 jan, 2021
- Fernando Gil Teixeira