Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 445

Centro de Inovação Cultural perto de estar concluído Voltar

As obras de requalificação do histórico edifício do Teatro Municipal, futuro Centro de Inovação Cultural, aproximam-se da sua conclusão. O projeto integra o Plano Estratégico Desenvolvimento Urbano (PEDU) da Covilhã, que conta com cerca de 4 milhões de euros de investimento, destinados a: reabilitar e preservar a traça exterior e os espaços interiores do edifício; renovar a sala de espetáculos principal, com lotação de 600 lugares; ao restaurar e recolocar os imponentes candelabros e as magníficas tapeçarias, peças tão associadas à iconografia do antigo teatro.

O Centro de Inovação Cultural será constituído por duas estruturas: o renovado Teatro Municipal da Covilhã e o futuro Centro de Incubação e Apoio a Indústrias Culturais e Criativas, que ocupa o edifício da antiga residencial Montalto.

O Centro tem como objetivos inserir a Covilhã no roteiro dos espetáculos e programação de referência nacional, promover a cidade enquanto local de produção artística, fomentar o intercâmbio com redes e produtoras nacionais e internacionais e concretizar uma política cultural, que visa atrair e fixar talento na Covilhã.

Pretende-se também incentivar para a elaboração de eventos âncora, inclusive fora do espaço físico pertencente ao teatro, com o intuito de estimular o impacto nas
áreas culturais, sociais, turísticas e económicas locais e regionais. A Camara Municipal da Covilhã prevê um aumento da participação das estruturas artísticas e culturais da região, ao proporcionar um espaço dedicado à criatividade artística que garanta também um espaço onde é possível acolher artistas locais e em residência. Este projeto não representará apenas um alavancar das artes, mas terá ainda influência no progresso da economia e turismo regional, criando produtos e conteúdos que projetem a imagem da Covilhã.

A Autarquia acredita que o novo Centro de Inovação Cultural se venha a tornar numa casa de espetáculos reconhecida e um verdadeiro centro cultural focado na produção de conteúdos artísticos de qualidade. O Teatro é, deste modo, encarado como um ponto de convergência e um ponto de irradiação para o contributo e criação por parte de
agentes culturais locais, nacionais e internacionais.

Rui Sena, figura incontornável do panorama cultural covilhanense, foi já confirmado como o primeiro diretor artístico do novo Centro de Inovação Cultural da Covilhã.

- 20 out, 2020