Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 445

EDITORIAL: Parabéns Covilhã! Voltar

«Acredito que a Covilhã e as suas gentes têm capacidade para fazer ainda mais e levar o nome da cidade cada vez mais longe, mas não podemos estar sempre à espera que seja apenas e só o poder político a fazer esse trabalho, os cidadãos, as instituições e as diferentes comunidades têm a obrigação de ser catalisadores de debate e afirmação da Cidade»

 

A Covilhã celebrou no dia de ontem, 20 de Outubro, 150 anos de Elevação a Cidade, uma data histórica celebrada de forma diferente devido à pandemia, mas que não deixa de se revestir de extrema importância.

Estes são 150 anos de história, saberes e tradições, onde a «Rainha das Beiras» tem um papel primordial no Interior do nosso país. Digam o que disserem a Covilhã possui um estatuto que muitas cidades gostariam de ter: uma Universidade, Faculdade de Ciências da Saúde, Centro Hospitalar da Cova da Beira, Data Center, entre outras infraestruturas que fazem com que a «Cidade Neve» tenha influência em alguns setores do Interior do país. No Editorial desta semana damos os Parabéns à Covilhã, a Nossa Cidade, a cidade onde fazemos Jornalismo, aquela que queremos promover, e é esta tónica que esta semana queremos dar. Mais que criticar, na maioria das vezes destrutivamente, temos que galvanizar a cidade, aquilo que é nosso. As cidades do Interior passam por algumas dificuldades, principalmente no que concerne à atração de juventude, e refém de uma desertificação cada vez mais acentuada. Por isso o segredo de hoje em dia, é promover as nossas capacidades, no turismo, na economia, empreendedorismo e nos valores e tradições que possuímos. Empreender e acreditar naquilo que somos e fazemos é meio caminho andado para o sucesso, e é aqui que a Covilhã e as suas comunidades se têm de concentrar. Acredito que a Covilhã e as suas gentes têm capacidade para fazer ainda mais e levar o nome da cidade cada vez mais longe, mas não podemos estar sempre à espera que seja apenas e só o poder político a fazer esse trabalho, os cidadãos, as instituições e as diferentes comunidades têm a obrigação de ser catalisadores de debate e afirmação da Cidade. Têm que criar e promover, ter ideias e projetos, e aqui também a Universidade da Beira Interior tem um papel importante, até na fixação de jovens alunos que se formam na academia. Todos nós temos que dar as mãos e criar sinergias para que os próximos 150 anos sejam ainda melhores, para que haja mais ideias, projetos, e sobretudo ainda amais desenvolvimento, honrando sempre a história desta grande Cidade, que tem um papel fundamental na sociedade.

Vamos continuar a acreditar que somos capazes de continuar a criar e a inovar, todos juntos, de forma construtiva.

Parabéns Covilhã!

- 20 out, 2020
- Vítor Aleixo