Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 439

Consultório Médico: Como distinguir os sintomas de uma gripe normal com os de Covid-19? Voltar

Os sintomas cardinais identificados inicialmente quando no início de 2020 assistíamos à evolução desta doença, foram identificados como febre, tosse aguda não crónica e falta de ar. À medida que fomos conhecendo melhor a doença e os estudos foram sendo cada vez mais, foram sendo reportados e identificados um leque de sintomas que foram sendo progressivamente associados à Covid-19. À medida da evolução da pandemia têm-se feito comparações entre as duas doenças, Covid-19 e gripe sazonal, havendo o receio de que em tempos de gripe, ambas possam ser confundidas. Apesar de muitas similaridades há alguns sintomas que nos orientam no sentido de Covid-19, sendo que em muitos casos essa diferença vai ser difícil de realizar e o teste ao vírus SARS-Cov-2 é que vai ditar se estamos presente um caso de gripe sazonal ou de Covid-19. Ambos causam doença respiratória, que pode apresentar-se desde assintomática e evoluir para quadros de doença grave, sobretudo em grupos de risco. Ambos os vírus se transmitem pelo contacto com gotículas, aerossóis e fomites (objectos) sendo que na Covid-19 ainda não há provas concretas e que demostrem de forma inconclusiva que esta é uma via de transmissão importante. Um ponto importante é o período de incubação, que é mais curto no caso dos vírus da gripe sazonal (vírus influenza), e também a transmissão entre pessoas é mais rápida. Para a Covid-19 o período de transmissibilidade (tempo entre casos sucessivos de contágio) é estimado de 5-6 dias enquanto que para a gripe é de 3 dias. Isto significa que a gripe se dissemina mais facilmente que a Covid-19. Relativamente aos doentes assintomáticos, estes têm um maior papel na transmissibilidade do vírus no caso da gripe do que na Covid-19. Também as crianças têm um maior papel na transmissibilidade da gripe do que na Covid-19 e são menos afectadas pelos casos graves da Covid-19.

Sendo o leque de sintomas de ambas as doenças similar, a fracção de doentes que vão ter doença grave estima-se em cerca de 15%, com 5% dos casos de infecção crítica a requerer uso de ventilação, números estes que a manter-se são inferiores aos da gripe sazonal. Enquanto a febre, tosse e cansaço são sintomas comuns entre ambas as doenças, o nariz a “pingar”, dor garganta, são mais frequentemente associados à gripe sazonal. Outros sintomas menos comuns podem estar presentes em ambas as doenças, como tensão e dores musculares ou dor de cabeça, diarreia. A sensação de exaustão é mais comum na gripe sazonal. Sintomas raros como conjuntivite, perda de paladar ou olfacto, irritações na pele têm vindo a ser associados à Covid-19, e não estão presentes na gripe sazonal. A dificuldade respiratória é uma dos sintomas graves que se observa comumente na Covid-19 e raramente na gripe, assim como a associação a esta de uma pressão ou dor no peito.1,2

1.https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/q-a-detail/q-a-similarities-and-differences-covid-19-and-influenza?gclid=EAIaIQobChMIq63Dht3q6wIVTrLVCh2J4ADQEAAYASAAEgKrGPD_BwE

  1. https://www.cdc.gov/flu/symptoms/flu-vs-covid19.htm

 

- 15 set, 2020
- Dra. Marisa Horta