Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 439

Comércios da Beira: A mercearia do Sr. Jerónimo Voltar

Onde agora está instalada A Tentadora, bem no centro histórico e nas costas da Câmara Municipal da Covilhã, havia antes a saudosa mercearia do senhor Jerónimo. Mercearia essa que, numa altura sem shopping e com poucas grandes superfícies comerciais, assumia um papel importantíssimo para habitantes e estudantes da UBI de outros tempos.

Não é por acaso que ainda nos dias de hoje, antigos estudantes que passaram pela UBI e que na sua grande maioria por cá não ficaram, se lembram automaticamente do senhor Jerónimo sempre que contam as suas histórias e vivências na cidade covilhanense. Jerónimo tinha sempre tema de conversa, gostava de falar com os clientes e sabia sempre como os fazer ter vontade de regressar. Reza a história que não tinha as pontas dos indicadores para não podendo disparar não ter de ir para o Ultramar. Diz quem era assíduo do espaço que era lá que se vendia o melhor pão e a melhor broa à época. Era ainda conhecido por ter sempre a mercearia muito bem organizada, sempre com os artigos arrumados e muito direitos como se a loja fosse arrumada do zero todas as manhãs (e talvez o fosse). Durante mais de 30 anos, o senhor Jerónimo e as suas histórias marcaram a cidade da Covilhã, as suas rotinas e era também ali que se formava um polo de partilha, de histórias que se transmitiam e de muitas que também ali se criavam de raiz para contar mais tarde. Como agora acontece nestas histórias que ouço por quem lá esteve outrora.

Hoje em dia está instalada neste espaço A Tentadora, já abordada no Rotas Beirãs o ano passado. Um espaço que procura dar nova vida a este percurso histórico, aliando a tradição à modernidade sem perder nada e acrescentando ainda mais.

- 15 set, 2020
- Fernando Gil Teixeira