Fundadores: Vitor Aleixo e Ricardo Tavares
Diretor: Vitor Aleixo
Chefe Redação: Ricardo Tavares
Ano: IX
Nº: 439

O Padre Costa de Trancoso e os seus 299 filhos Voltar

Em Trancoso, no distrito da Guarda, mora uma das histórias mais surpreendentes e inesperadas de todo o país e que ainda passa ao lado de muitos que nunca ouviram falar. No século XV, o Padre Costa tornou-se no ator principal de uma história completamente irreal, mas que de facto aconteceu.

É que este homem, que todos conhecem e tratam pelo Padre Costa de Trancoso, teve um total de 299 filhos, um número surpreendente e que dificilmente deve alguma vez ter sido superado, principalmente porque falamos de um pároco que tinha obviamente o voto da castidade e que obviamente também não o cumpriu. Estes 299 filhos nasceram fruto de envolvimentos com 53 mulheres diferentes e é aqui que a história fica ainda mais surpreendente, as mulheres que deram à luz estas quase 300 crianças. É que o sacerdote teve 97 raparigas e 37 rapazes com 29 afilhadas suas e ainda 38 rapazes e 18 raparigas com 9 comadres, além de mais 34 filhos com 7 amas diferentes e 28 filhos com apenas 2 escravas. E se tais números já parecem incomportáveis e perturbadores, a verdade é que o Padre Costa ainda teve 3 filhos com uma tia sua, 18 filhas com 5 irmãs e 2 filhos com a sua própria mãe, sendo, portanto, pai de dois irmãos seus inclusive.

Entretanto e por estas prevaricações e incumprimentos sucessivos, o mesmo acabou por ser julgado em 1487, quando tinha já 62 anos. A sentença foi severa, já que foi «degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou». Mas o inesperado aconteceu… O rei na altura, D. João II, terá perdoado o sacerdote, tendo-o colocado novamente em liberdade, com a justificação de que a Beira Alta estava a perder população e de que este teve um papel importantíssimo ao repovoar a região com tantos filhos, vindo a ser chamado Padre Costa de Trancoso, o Povoador das Beiras. Várias são as homenagens que ainda hoje se realizam em Trancoso, sendo até o nome de vários produtos vendidos no município.

- 08 set, 2020
- Fernando Gil Teixeira